[Resenha] Perdida - Carina Rissi













Título: Perdida Um Amor que Ultrapassa Barreiras
Autor(a): Carina Rissi
Páginas: 364
Editora: Verus





Sofia vive em uma metrópole, está habituada com a modernidade e as facilidades que isto lhe proporciona. Ela é independente e tem pavor a menção da palavra casamento. Os únicos romances em sua vida são os que os livros lhe proporcionam. Mas tudo isso muda depois que ela se vê em uma complicada condição. Após comprar um novo aparelho celular, algo misterioso acontece e Sofia descobre que está perdida no século XIX, sem ter ideia de como ou se voltará. Ela é acolhida pela família Clarke, enquanto tenta desesperadamente encontrar um meio de voltar para casa. Com a ajuda do prestativo Ian, Sofia embarca numa procura as cegas e acaba encontrando algumas pistas que talvez possam leva-la de volta para casa. O que ela não sabia era que seu coração tinha outros planos... 


Resenha

Sofia Alonzo, uma jovem que vive em uma grande metrópole e em meio a  correria e com os problemas causados por viver em mundo contemporâneo, atrasada, estressada e ser alvo das broncas do chefe já é uma rotina em sua vida, após seu celular acidentalmente cair na privada, Sofia é obrigada a comprar um novo aparelho e vai até uma lojinha para adquirir um, a vendedora lhe oferece um aparelho "especial" e funcional ao comprar o celular sua vida já turbulenta vira de cabeça para baixo e quando menos espera é enviada misteriosamente para o século XIX. 

"Um sorriso tão lindo que me deixou sem equilíbrio."

Sofia desperta em um lugar totalmente desconhecido para ela, a única coisa que possui é sua roupa do corpo, sua bolsa com algumas coisas e seu novo celular o qual ela tenta utilizar para tentar encontrar ajuda, durante esse tempo conhece Ian Clarke um jovem rapaz lindo, gentil e educado muito diferente dos caras que ela conhece, depois de muito recusar ela aceita a ajuda de Ian que a leva para sua casa, Sofia finalmente descobre que está perdida em 1830. 

"E você não está perdida. Está onde deveria estar."

Em meio a sua busca para encontrar seu caminho com a ajuda do "misterioso celular" Sofia conhece e percebe como é difícil a vida para uma garota naquele século cheio de restrições que ela desconhece, (mais uma vez Carina trabalha muito bem com o humor, cenas gostosas e ao mesmo tempo hilariantes, não irei me aprofundar muito para não dar spoilers rs.) Nem tudo é sobre sua busca para voltar ao seu época, Sofia conhece Elisa, irmã de Ian uma adolescente doce e romântica, juntas constroem uma verdadeira amizade.
Sofia é forte e extremamente engraçada um ponto comum entre as personagens femininas da Carina, em muitos momentos gargalhamos com suas trapalhadas e novas descobertas, mas torcemos por ela do começo ao fim.
Ian o que falar sobre ele, não seria perfeito pois perfeição não existe, mas ele está bem próximo disso é lindo, gentil e romântico , e se não bastasse tudo isso é responsável e amoroso com sua irmã, que mulher teria chances contra esse homem lindo por dentro e por fora? não a Sofia com certeza.

"Desde aquele instante percebi que não era dono do meu coração, que ele não me pertencia mais."

Ian cria sua irmã com muito amor e deseja se casar com uma boa mulher para assim dar a Elisa a oportunidade de ter um exemplo feminino em que se espelhar, mesmo com a mente aberta para a época Ian muitas vezes se surpreende com os estranhos "costumes" de Sofia, mas é impossível negar o sentimento que nutre por ela, Logo os dois percebem um amor puro e, a cada dia que passa e ao se conhecerem melhor só faz aumentar esse lindo sentimento.

"Mas eu não poderia viver sem Ian , tinha certeza disso. Seria como tentar viver sem respirar: sufocante, insuportável e impossível."

Carina mais uma vez me fez rir, chorar e me apaixonar por seus personagens, esse lindo e envolvente romance chick lit me fez amar ainda mais o seu trabalho se é que é possível, o casal Sofian é apaixonante queria o Sr Ian Clarke para mim desculpa aí Sofia. Gente leria tudo o que a  Carina escrevesse até sua lista de compras haha.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer