[Resenha] Amada Imortal - Cate Tiernan













Título: Amada Imortal
Autor(a): Cate Tiernan
Páginas: 280
Editora: Galera Record



Primeiro livro da bem-sucedida trilogia, mistura fantasia sobre imortais a uma história moderna de jovem em busca de si mesma e de redenção.
Questões de identidade e moralidade aparecem na trama, protagonizada pela imortal Nastasya. Nascida em 1551, acostumada a beber e sair para baladas cada vez mais loucas, ela perdeu o rumo.
Suas conexões com outros imortais, interessados apenas em suas habilidades mágicas, a fazem partir em busca de um propósito. E o encontra em uma espécie de clínica de reabilitação para os de sua espécie, onde conhece um pouco mais sobre o próprio passado e cria importantes laços para o futuro.

Sabe aqueles livros que você começa a ler sem esperar muita coisa e de repente ele te surpreende totalmente? Foi o que aconteceu quando li Amada ImortalO livro conta a história de Nastasya, uma jovem imortal de mais de quatrocentos anos, com aparência de 17. 

Oh, que fantástico!, deixe-me dizer o quanto isso é um saco. Sou adulta. Já sou adulta há seculos. Mas estou presa no eterno crepúsculo da adolescência, e não consigo ir além da minha aparência.

Cate Tiernan não caracteriza os imortais como bruxos ou bruxas propriamente ditos, mas confere a eles a capacidade de utilizarem magick, retirando sua energia dos elementos da natureza. Nastasya evita a todo custo utilizar seus poderes, primeiro porque ela o considera como algo negativo, vindo das trevas, e segundo porque passa mal toda vez que o utiliza.

Sua vida é regada por festas loucas, bebidas e atitudes imprudentes, e ela vive bem com isso. Pelo menos até o dia em que um de seus amigos utiliza a magick para fazer mal a um inocente. 

Mas naquela noite, a escuridão que me seguia havia mais de quatrocentos anos despencava sobre mim com um peso sufocante, e agora eu odiava a coisa horrível em que tinha me transformado.

Nastasya, impulsionada pelo medo, foge de seus "amigos" e vai para uma clínica de reabilitação para imortais. Na clínica ela descobre várias coisas sobre si mesma e seu passado. Entre aprender sobre si mesmo e sobre como praticar magick do bem, ela "descobre" Reyn, um lord vicking lindo de morrer e antipático de matar.

E é nessa hora, minha gente, que um livro que já estava sendo bom tornou-se ótimo! Por que os bad boys têm que ser tão irresistíveis e atraentes? A tensão entre os dois é tão palpável que falar em borboletas no estômago é pouco, pense em uma revoada de pássaros. Os dois se odeiam até não se odiarem mais, suas histórias se entrelaçam mais do que eles imaginavam.

- Você não gosta de mim. 
- Gosto demais de você - disse ele com a voz rouca. - Quero você demais. Tentei ficar longe.

Eu não sou muito fã de livro com bruxas, magias ou coisa desse tipo, mas a autora conseguiu me conquistar totalmente com sua narrativa. Os sentimentos produzidos pelo livro foram meio parecidos pelos produzidos por Academia de Vampiros, apesar das histórias serem bem diferentes. Acho que é por causa do suspense de ter alguém ou perseguindo e procurando a protagonista ou tentando prejudicá-la.

Amada Imortal é daqueles livros que fica na cabeça da gente, enquanto não vi o final não fiquei satisfeita, e mesmo depois de terminado não consigo deixar de pensar nele. Estou louca para ler a continuação e contar aqui para vocês!


7 comentários:

  1. AÍ MEU DEUS! Já disse o quanto sou fã dos livros de fantasia? Eu amooooo 😍 Toda essa coisa com imortalidade me deixou morta de curiosa pela história completa. Amei a resenha!
    http://meninadalivraria.blogspot.com.br/?m=1

    ResponderExcluir
  2. Eu adoro livro com essa pegada sobrenatural! E já vi várias pessoas falando super bem desse livro, por isso sempre fiquei animada pra ler mas sempre acabo esquecendo de comprar. Vou aproveitar que sua resenha me lembro da existência dele e acrescentá-lo na minha wishlist pro Black Friday.

    Beijos,
    Bia.

    www.nasuaestanteblog.blogspot.com | @NaSuaEstante_

    ResponderExcluir
  3. Olá Lili!
    Não conhecia esse livro, mas adorei saber mais sobre ele! Sou apaixonada por fantasia! Sua resenha está incrível e fez o livro entrar na minha wishlist haha Amei!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Olá! Tudo bem?
    Pera que não estou legal, preciso desse livro pra ontem. Nunca tinha prestado atenção nele mas sua resenha despertou algo dentro de mim que vai acabar me matando se eu não ler logo essa história. Eu gosto muito de histórias assim com personagens sobrenaturais e ainda mais quando o protagonista é um ser sobrenatural #partiumefalir

    meninoliterario40.blogspot.com

    ResponderExcluir
  5. Já amei a capa! Mas tenho medo de trilogias e séries, sempre espero demais delas. A estória acontece nos dias atuais? Essa atração é total new adult? tenho que perguntar, sorry! AUHAUHA
    Beijos, Bru - www.naoemprestolivros.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Não Bru, não é new adult. As cenas são bem mais simples, mas a tensão entre os dois é tanta e tem tanta coisa envolvida que me conquistou completamente. Eu já estou lendo o segundo e estou na expectativa por mais cenas de Nasty e Reyn.

      Excluir
  6. Oi, tudo bem?

    Eu sempre tive vontade de ler essa série, e sempre achei a capa desse livro LINDA de morrer. Só que vi muitos comentários negativos então resolvi abrir mão. Depois da sua resenha positiva, me deu vontade de comprar para ler. Espero que seja em breve.

    Beijos,

    http://sweetlikecaramel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer