[Resenha] O Príncipe dos Canalhas - Loretta Chase













Título: O Príncipe dos Canalhas
Autor(a): Loretta Chase
Páginas: 287
Editora: Arqueiro



Sebastian Ballister é o grande e perigoso marquês de Dain, conhecido como lorde Belzebu: um homem com quem nenhuma dama respeitável deseja qualquer tipo de compromisso. Rejeitado pelo pai e humilhado pelos colegas de escola, ele nunca fez sucesso com as mulheres. E, a bem da verdade, está determinado a continuar desfrutando de sua vida depravada e pecadora, livre dos olhares traiçoeiros da conservadora sociedade parisiense. Até que um dia ele conhece Jessica Trent...Acostumado à repulsa das pessoas, Dain fica confuso ao deparar com aquela mulher tão independente e segura de si. Recém-chegada a Paris, sua única intenção é resgatar o irmão Bertie da má influência do arrogante lorde Belzebu.Liberal para sua época, Jessica não se deixa abater por escândalos e pelos tabus impostos pela sociedade – muito menos pela ameaça do diabo em pessoa. O que nenhum dos dois poderia imaginar é que esse encontro seria capaz de despertar em Dain sentimentos há muito esquecidos. Tampouco que a inteligência e a virilidade dele pudessem desviar Jessica de seu caminho.Agora, com ambas as reputações na boca dos fofoqueiros e nas mãos dos apostadores, os dois começam um jogo de gato e rato recheado de intrigas, equívocos, armadilhas, paixões e desejos ardentes.



Comecei a ler esse livro meio com o pé atrás, já que não sou uma defensora ávida dos romances históricos. Porém, não demorou muito para eu estar correndo para dentro da estória. Eu sei, eu sei, essa analogia ficou péssima!!!

Pelo o que pude perceber O Príncipe dos Canalhas é uma nova versão do famoso conto de fadas A Bela e a Fera. Como Fera temos Sebastian Ballister, também conhecido como Belzebu. Sebastian é o arrogante, perigoso e inescrupuloso marquês de Dain. Sua vida depravada e pecadora, que causa repulsa às pessoas, é coroada por sua desproporcional grandeza e seu nariz horrendo.

Interessante, certamente. O flagelo e a perdição dos Ballisters, o Príncipe dos Canalhas em pessoa. O maior cortejador de prostitutas de toda a Cristandade. Um ingrato arrogante e imbecil.

Já a Bela é representada por Jessica Trent, uma jovem decidida e independente, com um pensamento muito liberal para a sua época. Jess, diferentemente das outras jovens, não tem interesse em se casar. Suas únicas preocupações no momento são livrar seu irmão da influência de Sebastian e abrir seu próprio negócio.

Porém, a primeira tarefa não será tão fácil quanto imaginava. Sebastian não se mostra disposto à cooperar, pelo contrário, seu foco e interesse estão voltados na pequena jovem destemida e inteligente, que parece não se deixar abater por sua fama escandalosa e ameaças. Sebastian, que consegue ser implacável, encontra em Jessica uma desafiante à altura, o que acaba desencadeando um jogo tenso de raiva e paixão.

E no coração negro e duro de lorde Belzebu, como nos pântanos de Dartmoor, a chuva doce caiu e uma semente de amor brotou naquela terra que até pouco tempo era estéril.

É só depois de muita briga, e diante de um impasse, que Sebastian e Jessica chegam a um acordo. Não que isso signifique o fim da "guerra" entre eles, mas significa que agora os dois passam a se conhecer e se entender melhor. Jéssica percebe que por trás de toda a inteligência e virilidade daquele homem existe um ser humano emotivo, com um passado sofrido. Já Sebastian se dá conta de que Jessica não é apenas uma bela moça intrigante, mas alguém que merece amar e ser amada.

Ti amo - disse ele. E foi tão ridiculamente simples que ele disse aquilo outra vez, em inglês. - Amo você, Jess.

Como o livro se passa na França e na Inglaterra em meados dos anos 1800, a linguagem utilizada pela autora é bem rebuscada, então talvez você precise utilizar um dicionário para entender algumas partes. Mas não se desanime, são poucas as palavras que não utilizamos muito no nosso dia-a-dia, dá para entender bem o livro.

O livro tem umas partes meio cansativas, principalmente nos momentos em que a estória se volta para a família e o passado do marquês Dain. Porém, são tão pequenas que não prejudicam em nada a leitura.

Amei a Jessica e sua coragem de bater de frente com o lorde Belzebu. Se ele é ruim, ela soube ser pior que ele. Essa tensão entre os dois, esse bate e volta de ações, argumentos e jogadas faz o romance ficar ainda mais quente. Claro, temos cenas de sexo no livro, como a maioria dos livros direcionados para adultos, mas essas são apenas consequência dessa disputa deliciosa e do amor crescente entre os dois. 

Para mim, o importante da estória é a transformação de Sebastian em um príncipe, mesmo que seja um príncipe devasso. Fica evidente que sua arrogância, brutalidade e raiva não passam de um mecanismo de defesa, e que por trás desta máscara de monstro há um homem inteligente e viril, mas também sensível e emotivo, que lutou e que sofre com a rejeição.

17 comentários:

  1. Olá Lili!
    Há um tempo esse livro está na minha wishlist. Gosto de livros desse tipo e esse parece ser muito bom! Sua resenha me deu mais gás para a leitura. Adorei!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
  2. Parece ser um bom Livro.Ótima Resenha e o post tá lindo.
    Parabéns!
    Bjo

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu não conhecia o livro, mas amei sua resenha e ele parece ser muito bom. Amo o conto "A Bela e a Fera" e quando você falou que eles tinham uma relação, me interessei mais ainda.

    Beijos,

    http://sweetlikecaramel.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. belo post e ótima resenha, O livro parece muito bom..
    bjss

    ResponderExcluir
  5. Eu tenho minhas dúvida quanto a comportamento e o sexo para a época, porque amo romances históricos.
    Medo da autora ter errado a mão, mas só vou saber lendo né?
    beijos

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Pois é Thamiris, como eu não leio muito romance histórico eu não tenho uma referência para comparar, mas eu gostei da estória. Espero que você goste também!

      Excluir
  6. Oii, tudo bom? Primeira vez aqui!
    Ultimamente tenho lido muito livros históricos e é claro que O Príncipe dos Canalhas não ficou de fora e será que preciso dizer que gostei? Eu simplesmente me apaixonei pelo Belzebu e eu sei que ele é terrível, mas é impossível não rir das brigas que ele tinha com a Jéssica! Também amei a sua resenha, acho que conseguiu pegar perfeitamente a essência da história <3
    Beijos
    Estante de uma Fangirl

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Daniele, seja bem vinda!

      Obrigada! Realmente as brigas entre os dois são ótimas, ela bate de frente com ele como se ele não fosse o Belzebu que todos temem...hahaha...

      Beijos

      Excluir
  7. Não sabia que esse livro era uma releitura de contos de fada! A Bela e a Fera é um dos meus contos favoritos, e geralmente eu vou em busca das releituras. Gostei da indicação e vou inclui-lo na minha wishlist!

    Beijos,
    Bia.

    www.nasuaestanteblog.blogspot.com | @NaSuaEstante_

    ResponderExcluir
  8. Ótima resenha! Sempre quis ler, mas não tinha tantos motivos como fato de você citar " A Bela e a Fera" uhahuha!! Já quero ler.
    Beijos, Bru - www.naomeprsestolivros.com.br

    ResponderExcluir
  9. Ooooi! Então, não gostei do apelido dado ao personagem, principalmente por se tratar de um demônio. Não curto muito essas comparações, principalmente quando se trata de uma pessoa que apenas usa uma aparência chata para esconder a sofrida e sensível. Não me lembro se já li alguma resenha sobre este livro, mas não me interessou realmente. Na verdade, não sou muito de ler romances de épocas, mesmo achando um máximo. Ainda não tive a real oportunidade de lê-los, principalmente os de Jane, que são também o símbolo de romance de época.
    Bom, ótima resenha, né?! Parabéns! Bjs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Ruhh,

      Eu também não gostei do apelido dele ou das referências que fazem dele com um demônio ou seus derivados. Acho que a autora quis enfatizar o qual ruim ele era e que ninguém queria chegar perto. O bom é que a Jéssica, com seu amor, consegue vencer isso. Também não leio muitos romances de época, esse foi o meu primeiro!

      Beijos

      Excluir
  10. Olá Lili, eu já ouvi falar desse livro, ainda não tinha lido nenhuma resenha, e pasme...
    Não sabia que era inspirada em A Bela e a Fera, fiquei instigada a começar a leitura!!
    Parabéns pela resenha.

    Giuliana

    ResponderExcluir
  11. Olá Lili!!!
    Eu amo livros que recontam contos de fadas e esse com certeza entrou na minha lista de próximas leituras (acieto doação dele, tah).
    Você fez a resenha muito boa e aumentou ainda mais minha curiosidade, beijos.

    meninoliterario40.blogspot.com

    ResponderExcluir
  12. Olá Lili!!!
    Eu amo livros que recontam contos de fadas e esse com certeza entrou na minha lista de próximas leituras (acieto doação dele, tah).
    Você fez a resenha muito boa e aumentou ainda mais minha curiosidade, beijos.

    meninoliterario40.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá,
      Eu sempre fui louca para ler este livro, mas sempre acabo deixando passar por outro.
      Agora que descobri que é estilo Bela e a Fera com certeza ele será um dos proximos que irei ler.
      Ótima resenha!

      http://ondevivemashistorias.com/

      Excluir
  13. Romances. Històricos não me fazem mt a cabeça,nas gostei muito da sua resenha :)

    ResponderExcluir

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer