[Resenha] Desafio - C. J. Redwine



Nome: Desafio
Autor(a): C. J. Redwine
Páginas: 368
Editora: Novo Conceito


No interior das muralhas de Baalboden, à sombra do brutal Comandante da cidade, Rachel Adams
guarda um segredo. Enquanto as outras garotas fazem vestidos e obedecem a seus Protetores, Rachel é capaz de sobreviver nas florestas e de manejar uma espada com destreza. Quando seu pai, Jared, é declarado morto em uma missão, o Comandante designa para Rachel um novo Protetor: Logan, o aprendiz de seu pai, o mesmo rapaz a quem Rachel declarou o seu amor há dois anos, e o mesmo que a rejeitou.
Com nada além da forte convicção de que seu pai está vivo, Rachel decide fugir e encontrá-lo por conta própria. Mas uma traição contra o Comandante tem um preço alto, e o destino que a aguarda nas Terras Ermas pode destruí-la.


O livro começa com Rachel esperando nos portões de Baalbodem o retorno de seu pai, Jared, de uma missão nas Terras Ermas. Contudo, ele não volta para a cidade dentro do prazo estabelecido pelo Comandante. Jared, então, é dado como morto, o que faz com que Rachel seja colocada aos cuidados de um novo Protetor. O protetor tem a função de criar, sustentar e, como o nome já diz, proteger a garota até que ela chegue a idade da Toma, cerimônia na qual é entregue ao marido.

Apesar de se recusar a acreditar que seu pai esteja morto, Rachel é obrigada a se submeter a lei do protetorado. O que ela não esperava é que Jared indicasse, em seu testamento, seu aprendiz Logan como seu novo Protetor. Rachel fica furiosa com a escolha o pai, já que não aguenta nem olhar para o lindo rapaz. Toda vez que seus olhos se encontram com os de Logan ela lembra-se da humilhação de ter sido rejeitada por ele, após lhe confessar seu amor. Contudo, ela não tem escolha e gostando ou não acaba indo morar com o aprendiz.

Vou encontrar uma maneira de sair da Muralha e trazer meu pai para casa. Logan pode escolher entre me ajudar e ficar fora do meu caminho.

Logan, assim como Rachel, não está contente com a decisão de Jared. Além do desconforto existente entre os dois, a presença da garota atrapalha seus planos de ir atrás de seu mestre. Após algumas desavenças e discussões, ambos descobrem que para conseguirem encontrar Jared precisarão se unir, caso contrário terminarão mortos pelo Comandante. Assim, juntos, Rachel e Logan estabelecem um plano de fuga e estratégias para sair de Baalbodem sem serem pegos pelo tirano, sobreviverem nas Terras Ermas sem serem mortos por saqueadores e pelo Maldito, descobrir o que aconteceu com o mensageiro em sua viagem e o motivo pelo qual tanto o Comandante quanto o líder do vilarejo vizinho têm tanto interesse em seu desaparecimento.

Gente, o que dizer desse livro? É ótimo!!! Serviu para eu aprender a nunca deixar livro parado na minha estante, porque eu posso perder uma história incrível. Desafio é bem diferente dos New Adults e das Distopias que venho lendo, e acho que isso foi o que mais me conquistou.

A história é uma mistura de Idade Média, sem realmente acontecer nesse período, com os tempos atuais. Confuso? Vou explicar. Imaginem um mundo, no qual as pessoas perfuram o solo em busca de recursos naturais, mas não para uso próprio e sim para enriquecimento. Até que um belo dia, uma criatura monstruosa, o Maldito, emerge de uma dessas perfurações e devasta todos e tudo ao seu redor. Os sobreviventes se unem um pequenas cidades, pequenos vilarejos. Neste novo mundo, destruído e constantemente ameaçado por essa criatura imbatível, a tecnologia existe e está disponível aos líderes, mas o restante do conforto moderno não é encontrado. 

As mulheres são ensinadas a cuidar da casa e da família e SÓ, suas vestimentas são vestidos longos, repletos de babados e rococós. Os homens embainham espadas e facas e caminham pelas ruas das cidades iluminadas apenas por tochas e lampiões. O livro não se passa em nosso mundo, já que é uma fantasia, mas mistura elementos que nós conhecemos como modernos e antigos. Assim, por exemplo, ao mesmo tempo que Logan carrega uma espada, ele utiliza óculos de visão noturna. 

Rachel é diferente das demais garotas de Baalbodem. Seu pai, Jared, a treinou para ser independente, guerreira e perspicaz. Enquanto as demais moças aprendiam como se portar à mesa ou oferecer um bom jantar, Raquel era ensinada a se locomover sem fazer barulho, a enfrentar um adversário com uma espada. Em uma sociedade na qual as mulheres são submissas, obrigadas a viverem sob constante proteção masculina, sob pena de morte se recusarem-se a acatar tal “cuidado” a garota surge como um símbolo de desobediência e rebeldia, já que é destemida, corajosa e faz qualquer coisa por aqueles que ama. Ela enfrenta coisas no livro que doeu em mim e me fez ficar com muita pena dela.



Logan também é um excelente personagem. Lógico, racional e habilidoso seu pensamento trabalha em torno de hipóteses e invenções. Apesar de sua relutância em assumir a função de Protetor de Rachel, o rapaz é extremamente leal e faz de tudo para cumprir suas promessas. Logan é um daqueles homens nerd, que vivem em cima de livros e folhas de papel, mas que de repente está botando para quebrar, lutando com todo mundo. Ele é uma graça, determinado, inteligente e não desiste nunca.

A narrativa é dividida entre a perspectiva de Rachel e de Logan, minha preferida, o que deixou a história ainda melhor. O livro tem bastante ação, luta e confronto. Para encontrar seu pai desaparecido, Rachel juntamente com Logan precisam enfrentar a cobiça e crueldade do Comandante, os perigos das Terras Ermas e a fúria do Maldito. Tudo isso ocorre em meio a um jogo de estratégias, no qual busca-se sempre estar um passo à frente. Teve momentos que precisei parar a leitura para recuperar o fôlego, já em outros folheei alguns páginas dos próximos capítulos ansiosa para saber o que ia acontecer. Acho que dá para perceber que eu achei o livro ótimo, né? Ah, tem romance? Apesar de não ser o foco do livro tem sim e é construído na medida certa!


9 comentários:

  1. Parece ser bem legal este livro. Ainda não conhecia ele, até ler sua resenha.

    Beijos,
    Leia a resenha de "Lua Azul"

    ResponderExcluir
  2. OMG romance misturado com aventura é minha praia ahuahauhau, partiu procurar esse livro. Ainda mais de saber que a narrativa é dividida, amei de verdade. E a resenha está demais também.

    Até mais,
    http://www.meninoliterario.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Gostei muito da premissa do livro. A capa tá linda também. Eu certamente leria esse livro.Adoro quando os capítulos são intercalados entre os personagens principais.Deixa a história mais interessante,pois você vê tudo acontecer por duas mentes diferentes.
    Eita...Haja money pra tanto livro bom.ahaah
    Adorei a resenha
    Beijo;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  4. Sempre quis ler esse livro, mas nunca tinha lido uma resenha dele. :)
    Agora sei que mega vale a pena.

    Abraços,

    Pedrim
    http://pedrimoliveira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Vale a pena sim Pedro, gostei muito!

      Beijos

      Excluir
  5. Gente, nada como uma heroína com o coração partido capaz de se virar sozinha, sem ajuda dde macho alfa!! Quero já esse romance, nunca tinha ouvi falar mas ja quero! Arrasou na resenha!
    Super beijo, Bru - www.naoemprestolivros.com.br

    ResponderExcluir
  6. Olá, Lili!
    Socorro eu ADOREI essa estória! Já quero ler! A trama parece ser muito interessante e essa protagonista independente e guerreira vai dar o que falar ;-) Coração partido, ter que conviver de novo com o cara... QUERO! Adorei sua resenha!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
  7. Adorei a história. Fantasia com distopia com NA. To apaixonada sinceramente. QUERO MUITO. Ainda mais se for livro único! Ótima resenha.

    http://umleitornooceano.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Leticia, o livro é muito bom, mas não é único. É uma trilogia, mas aqui no Brasil só foi publicado o primeiro, por enquanto.

      Beijos

      Excluir

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer