[Resenha] Cinderela Pop - Paula Pimenta


Título: Cinderela Pop
Autor(a): Paula Pimenta
Páginas: 160
Editora: Galera

Nesta versão estendida do super conto de Paula Pimenta no Livro das Princesas, Cinderela é reinventada. Cintia é uma princesa dos dias atuais: antenada, com opiniões próprias, decidida e adora música! Mas a garota vê seu cotidiano virar de cabeça para baixo depois da separação dos pais: vai morar com a tia, se afasta do pai e, principalmente, deixa de acreditar no amor. Até que um encontro inesperado e revelador a faz rever as próprias escolhas – havia mesmo um belo príncipe em sua história, e tudo que ele mais queria era descongelar o coração da nossa gata (nada) borralheira!


Cinderela Pop conta a história de Cíntia, mais conhecida como DJ Cinderela. Cíntia vivia em um mundo de sonhos, em um apartamento grande e moderno, com uma bela vista para toda a cidade. Ela acreditava no amor e esperava por um príncipe encantado que ela ainda não conhecia. Contudo, de um dia para outro, esse conto de fadas desmorona. 

Precisando estudar para uma difícil prova de química do Ensino Médio, Cíntia falta a aula de inglês. Concentrada em seus livros ela escuta uma voz feminina vindo do quarto do seu pai. Animada, acreditando ser sua mãe que faz constantes viagens à trabalho, Cíntia corre para cumprimenta-la e matar a saudade. O problema é que a mulher que estava com seu pai não é sua mãe, mas sim uma “bruxa”. 


Cíntia perde, então, a esperança no amor e fecha seu coração para qualquer experiência romântica. Indo morar com sua tia Helena, a garota dedica-se exclusivamente aos seus estudos e suas músicas. Tanto que o namorado da tia decide convidá-la para ser DJ em sua empresa de som aos finais de semana. Cíntia entrega-se de corpo e alma ao trabalho, tornando-se assim a DJ Cinderela. 

Tudo vai às mil maravilhas até que a garota se vê obrigada a fazer o som da festa de quinze anos de suas meia-irmãs, filhas de sua terrível madrasta. Cíntia se vê desdobrada em duas para conseguir trabalhar sem que seu pai descubra e participar da festa ao mesmo tempo. Como o tema da festa é Baile na Corte, sua tia bola um plano para que a garota não seja reconhecida. O que Cíntia menos esperava, porém, é que sua diferente fantasia de Rainha de Copas chamaria a atenção de Fredy Prince, o maior ídolo musical brasileiro. Fredy conseguirá descongelar o coração dessa gata borralheira? 

O que dizer desse livro? É Paula Pimenta gente, precisa dizer mais alguma coisa? Cinderela Pop, assim como Princesa Adormecida (confira a resenha aqui), é uma versão moderna dos contos de fada adaptados pela Disney. Conseguem adivinhar qual? Diferente de sua versão adaptada, o livro conta com uma Cinderela que não acredita mais no amor, veste-se sempre de preto ou cores escuras, tem um All Star no ligar de um sapatinho de cristal e um príncipe da música pop. A madrasta de Cintia é realmente uma bruxa ô mulher intragável. Mas a pior personagem para mim foi o pai da garota borralheira, um homem cego, um sonso!, que dá muito mais valor à sua família postiça, que não é nada do que aparenta ser em sua frente, do que para a sua filha. 

Como sempre Paula Pimenta acertou em cheio. A leitura é categorizada como infanto-juvenil, mas é daqueles livros fofos gracinha que pessoas de todas as idades podem ler e se apaixonar. Eu estava saturada das mesmas leituras, então decidi pegar Cinderela Pop para ler. Posso dizer que o livro foi ótimo para essa pausa que eu estava precisando.

7 comentários:

  1. Nunca li nada da Paula Pimenta, apesar de que meus seguidores já insistiram diversas vezes para que eu fizesse isso. Esse é bem curtinho, né? E me parece bem leve, acho que vou começar por ele. Ótima resenha. <3

    Abraços,

    Pedro
    http://www.pedrimoliveira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ele é curtinho sim, Pedro. Mas recomendo você começar pela leitura do Princesa Adormecida. É um amorzinho.

      Beijos

      Excluir
  2. Lili, sua resenha ficou mara, mas acredito que gosto mais da resenha do que gostaria do livro, sei lá, não faz meu tipo, e também estou em choque ainda depois de ler Isabela Freitas ahauhauah.
    Beijos, Bru - www.naoemprestolivros.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bru, não li Isabela Freitas, mas pelo o que eu ouvi falar Paula Pimenta não tem naaaaadaaaa a ver com ela. Acho que você ia achar o livro bobinho, e ele é! mas é uma graça ao mesmo tempo.

      Beijos

      Excluir
  3. Olá, Lili!
    Confesso que ainda não li nada da Paula, mas pretendo. Só ouço elogios e pelo visto ela arrasa! Adorei saber que ela conseguiu fazer uma ótima "adaptação" do conto da Cinderela haha Amei a resenha e já quero o livro!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
  4. Acredita que nunca li nada da Paula??? E olha que a mulher parece ser sucesso hein, esse livro parece ser incrível e logo darei uma chance a essa autora nacional, amei a resenha.

    ResponderExcluir
  5. Parece ser bem interessante,até gosto de infanto-juvenis...gosto bastante até. Mas essa obra não me apeteceu muito. Mas adorei sua resenha!
    Beijo;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer