[Resenha] A Formatura - Joelle Charbonneau



Título: A Formatura
Autor(a): Joelle Charbonneau
Páginas: 318
Editora: Única


O futuro nunca foi tão incerto e desesperador. Cia Vale jamais imaginaria que as coisas pudessem chegar a esse ponto. Ela tem uma importante missão: liderar as ações para a verdadeira reconstrução do mundo pós-guerra, um caminho sem volta. Agora, ela é a peça-chave para concretizar o plano de pôr fim ao Teste, para o bem das pessoas.
Diante de um horizonte cheio de cicatrizes brutais, uma guerra prestes a começar e um governo cruel e corrompido, Cia não tem escolha a não ser se preparar para chegar às últimas consequências – se for preciso.
Será que seus colegas a seguirão para a batalha final? O amor de Tomas será forte o suficiente para aceitar e sobreviver à prova mais difícil de suas vidas? Os riscos são maiores do que nunca, e para Cia só resta confiar nos próprios instintos.
A formatura, o desfecho da distopia que nos fez perder o fôlego!


Sempre fico relutante em ler os últimos livros de trilogias ou séries muito boas. Depois de Convergente, de Verônica Roth, um livro que detestei a forma como acabou, comecei a ficar com medo de um final insatisfatório corromper a percepção que eu tenho dos livros anteriores. Por esse motivo, me demorei a começar a ler A Formatura, último livro da sério O Teste. Neste caso, meus medos foram infundados e desnecessários! ainda bem. AVISO: Essa resenha faz parte de uma leitura coletiva, cujo gênero da história escolhido foi distopia. Contém spoilers do livro anterior.

Estudo Independente (confira resenha aqui) acabou trazendo grandes revelações tanto para Cia quanto para nós, leitores. A tão esperada revolução promovida pelos rebeldes não passa de uma farsa arquitetada pelo doutor Barnes e Symon. Cia Vale, agora, se depara com um dilema, fugir ou liderar a verdadeira revolução, com o intuito de acabar com o Teste e de reconstruir o mundo pós-guerra.


Cansada de tanta fuga, segredos e mortes, Cia decide lutar pelo o que acredita, escolhendo um caminho sem volta.  Sem saber em quem confiar e diante de uma guerra iminente entre rebeldes e um governo cruel e corrompido, Cia e seus amigos, Thomas, Stácia, Ian e Raffe irão até as últimas consequências, se preciso for. Mas o inimigo não está apenas no lado de fora, Cia precisa lutar por seus valores e princípios ou acabará seguindo os passos daqueles a quem ela tanto condena.

Em A Formatura, temos uma Malencia muito mais madura e decidida de quem quer ser e do que está disposta a fazer pela Comunidade das Nações Unidas. Apesar de ser muito nova, na minha opinião, para liderar um movimento ou uma rebelião, a forma como a autora construiu e desenvolveu a personagem ao longo dos três livros me convenceu de que Cia daria conta da missão que lhe foi atribuída. 


O peso em minhas mãos parece insignificante, comparado com o peso no meu peito.

Sem contar com super poderes ou mágica, a garota precisa utilizar toda a sua esperteza, inteligente e raciocínio para conseguir não apenas sobreviver, como também ajudar a salvar a vida de outros. Um dos aspectos que mais gostei da narrativa é que Cia nunca está sozinha em sua empreitada, contando sempre com a ajuda de seus amigos e de seu namorado, Thomas. Isso faz com que ela não seja uma daquelas protagonistas "invencíveis", mas real e humana, com falhas e necessidades.

O romance neste livro, assim como nos anteriores, é deixado em segundo plano. Thomas continua um fofo, dedicado e preocupado com Cia, mas a narrativa recheada de ação e mistério não dá espaço para muita intimidade entre os personagens. Não cheguei a considerar isso como um ponto negativo, uma vez que o livro é uma distopia e não um romance, sendo condizente com o que é esperado para o gênero.


O desfecho que Joelle Charbonneau deu para essa trilogia fantástica foi ótimo e ficou dentro das expectativas. O que eu mais gosto na escrita da autora é sua capacidade de surpreender, de pontuar a história com reviravoltas que me deixaram boquiaberta. As pessoas nunca são quem pensamos, suas atitudes não são o que parecem ser em uma primeira olhada e a solução para os mistérios nunca ocorre como nós esperamos. Os momentos em que as revelações foram feitas neste livro são perfeitos, sendo estas surpreendentes e condizentes com o enredo traçado pela autora. Não me canso de recomendar essa trilogia, uma vez que a série O Teste é uma das melhores distopias que já li.


Porque, apesar do que aprendi e do que fiz, ainda sou a garota de Cinco Lagos que quer liderar e ajudar meu país.



Não deixem de conferir os títulos escolhidos pelo outros participantes e suas respectivas resenhas:

Um Menino Leitor -  Resenha AQUI!
Menino Literário - Resenha AQUI!
Não Empresto Livros -  Resenha AQUI!
Um Leitor no Oceano -  Resenha AQUI!
Estante Livrai-nos -  Resenha AQUI!

6 comentários:

  1. Que resenha incrível, eu também amo essa trilogia e saio indicando a todo mundo, confesso que li sua resenhas duas vezes, porque foi tão bom ir relembrando da história da Cia, amei de verdade.

    http://www.meninoliterario.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É demais né Davidson??? Eu amei! Obrigada ;)

      Excluir
  2. Olá, Lili!
    Quero muito ler essa trilogia! Parece ser incrível :D Fico feliz que a autora soube fazer um final fantástico! Preciso! Arrasou na resenha!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir
  3. Awww, você que eu sou a distopia em pessoa, né?
    Já li essa, quando saiu ainda, e gostei demaaais. <3
    O primeiro livro é perfeito.
    Fico feliz que tenha, em suma, sido uma ótima leitura em nosso grupo.

    Abraços,

    Pedro
    http://www.pedrimoliveira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Odeioooo quando gosto de trilogias, sabe, o prejuizo financeiro é muito grande hauahuha.
    amei sua resenha e também participar da leitura, quero fazer isso mais vezes!
    Beijão, Bru - www.naoemprestolivros.com.br

    ResponderExcluir
  5. Quero muito ler essa trilogia. E como faz pra ler a resenha do último livro??? Só vi você dizendo que amou e que é uma das melhores distopias. De resto não quero saber ahahaa. Porque quero muito,muito ler. Mas que bom que gostou,me deu mais segurança para iniciá-la.
    Beijo;

    http://estantelivrainos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer