[Resenha - Autora Parceira] Tudo o Que Ela Quer - Erika


Título: Tudo o que Ela Quer
Autor(a): Erika Rossas
Páginas: 400
Editora: Independente

Sara Montezuma é exatamente o que qualquer mocinha de romance jamais pensou em ser. Ela é a rainha do drama e da manipulação, odeia responsabilidades, só gosta dos caras errados e vive constantemente de ressaca.
Que ela sempre foi meio narcisista e politicamente incorreta, todo mundo já sabia. Mas tentar pular o muro do colégio é certamente o estopim. O resultado dessa pequena aventura? Um carimbo de expulsão no histórico escolar e uma viagem só de ida para a bonita e tranquila Campos do Jordão.
No final das contas, a mudança não era um castigo tão grande assim. Ela ia morar em um dos destinos de férias mais famosos do Brasil, dirigir o Bel Air 57 do pai sem carteira de motorista, conhecer os turistas mais gatos que podem existir e, acima de tudo, ficar bem longe de todas as memórias ruins envolvendo a morte trágica do padrinho.
É um novo começo. E Sara está se divertindo como nunca. O único problema é que aqueles últimos meses tinham deixado todos devastados e, mesmo com todas as festas e distrações, superar o passado é muito mais difícil do que ela poderia esperar. Mas não se chamaria Sara Montezuma se nem ao menos tentasse!
Tudo o que ela quer é uma história pra lá de audaciosa, feita principalmente para quem já cansou de ler sobre mocinhas comportadas e príncipes em cavalos brancos.




Quando vi a capa desse livro, me apaixonei. No mesmo instante entrei em contato com a autora e Érika, super prestativa, aceitou fazer parceria não apenas com o nosso blog como também como o meu ig @lilinomundodoslivros. Como a sinopse do livro é bem completa, irei contar apenas um pouquinho mais da história aqui para vocês, pois não quero dar spoiler.

 Eu fico tentando entender essa necessidade que as pessoas têm de encontrar o amor. Como se fosse a resposta para todas as perguntas e a solução para todos os problemas.

Sara Montezuma gosta de se divertir e curtir a vida. Quando a garota tenta pular o muro do colégio e é pega, o resultado é um carimbo de expulsão no seu histórico escolar. Seu pai, Dr. Haroldo, preocupado com as atitudes irresponsáveis da filha e com medo de perdê-la decide mudar para Campos do Jordão. Sara não se anima muito com a ideia, mas já que não tem muita escolha decide aproveitar ao máximo um dos destinos de férias mais famosos do Brasil. A garota tem a chance de recomeçar, contudo, esquecer as dores do passado e os últimos meses devastadores parece que não será tão fácil assim.

Sara é totalmente diferente das protagonistas que estou acostumada. Primeiro, ela é japa (forma como ela mesmo se identifica), então, nada de mocinha loira com doces olhos azuis por aqui. Ainda bem! Mas o que mais me surpreendeu nela não foi sua aparência e sim suas atitudes atrevidas, sua engenhosidade e teimosia, que se não fossem trágicas seriam até invejáveis.

Sara está disposta a se divertir como nunca na nova cidade. Sexo e álcool são duas coisas frequentes na vida da garota. Sim, Sara não tem nada das mocinhas de romance comportados. Nada de virgenzinha puritana por aqui. Ela é uma “piriguete” - por falta de palavra mais delicada, já que de delicada ela não tem nada – que beira ao alcoolismo. Haja saúde para aguentar tanta vodca já de manhã. 

Confesso que este tipo de protagonista não está entre as minhas primeiras escolhas para personagens de romances. As atitudes irresponsáveis e egoístas da garota realmente me deixaram irritadas em alguns momentos. Mas Sara é tão audaciosa e diferente, que achei uma boa mudança, audaciosa como a própria personagem.

Dirigir, fazer coisas escondido, odiar a própria avó e beber vodca direto da garrafa não era, de maneira alguma, comportamento digno de Gabriel Bosi. Sara Montezuma? Com toda certeza.

Meu personagem preferido foi Gabriel Bosi, o vizinho nerd de Sara. Apesar da autora deixar bem claro desde o início do livro que essa não é uma história de príncipes encantados, encontrei em Gabriel um príncipe pelo qual torcer. O rapaz tem uma paciência de Jó e um coração enorme. Apesar de todas as brigas e provocações de Sara, Biel sempre a apoia e a defende. Ele é um fofo!

É esse o problema! Você vem e me beija só porque deu vontade e isso acaba comigo, Montezuma. Porque eu te amo e não consigo dizer não. Porque eu te amo e sou sempre o idiota querendo que esse beijo signifique algo mais.

 A escrita da autora é deliciosa, engraçada e fluida. Como o livro é escrito em primeira pessoa, parece que Sara está conversando com a gente, nos permitindo sentir e viver suas loucuras e confusões. O final quase me matou. Chorei, xinguei, tive esperanças e entendi, mesmo sem entender. Espero que tenha um continuação, porque preciso saber mais dessa história de amor às avessas.




4 comentários:

  1. Amigaaaaaaaaaaaaaaaaaa sua loka!!! Quantas vezes eu preciso repetir pra parar de resenhar livro assim? NÃO É JUSTOOOOO, NÃO POSSO COMPRARRRRRRR!!! Ameiiiii, queero jááá!! Me da de pressente? Nunca peço nada!!
    Beijos, Bru - www.naoemprestolivros.com.br

    ResponderExcluir
  2. Nossa, que vontade de ler!!! Achei a capa tão,sei lá, me chamou. <3 Sua resenha, então, maravilhosa.

    Abraços,

    Pedrim
    http://pedrimoliveira.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. huhauhauahua finais arrasadores, chega aqui pega um lencinho. Mulher eu amo livros com narrativas assim, que nos aproxima com os protagonistas, amei a resenha!!

    ResponderExcluir
  4. Olá, Lili!
    Socorro que quero esse livro! A estória parece ser ótima e muito divertida! Sua resenha me fez querer ler ainda mais, sério! OMG! Essa Sara e sua rebeldia hehe Arrasou, amiga!
    Beijos, Garota Vermelha
    www.livrosdagarotavermelha.wordpress.com

    ResponderExcluir

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer