[Resenha] Red Hill - Jamie McGuire


Título: Red Hill
Autor(a): Jamie McGuire
Páginas: 350
Editora: Verus
 Para Scarlet, cuidar de suas duas filhas sozinha significa que lutar pelo amanhã é uma batalha diária. Nathan tem uma mulher, mas não se lembra o que é estar apaixonado; a única coisa que faz a volta para casa valer a pena é sua filha Zoe. A maior preocupação de Miranda é saber se seu carro tem espaço suficiente para sua irmã e seus amigos irem viajar no fim de semana, escapando das provas finais da faculdade.
Quando a notícia de uma epidemia mortal se espalha, essas pessoas comuns se deparam com situações extraordinárias e, de repente, seus destinos se misturam. Percebendo que não conseguiriam fugir do perigo, Scarlet, Nathan, e Miranda procuram desesperadamente por abrigo no mesmo rancho isolado, o Red Hill. Emoções estão a flor da pele quando novos e velhos relacionamentos são testados diante do terrível inimigo – um inimigo que já não se lembra mais o que é ser humano.
 
Scarlet é divorciada, trabalha em um hospital e tem duas filhas que estão passando o final de semana com o pai. Nathan acabou de ser abandonado por sua mulher e sua única preocupação é cuidar de sua filha Zoe, que possui dificuldade de lidar com suas emoções e sentimentos. Miranda é uma jovem universitária que pretende passar o final de semana no rancho com seu namorado e sua irmã. O que todas essas pessoas têm em comum? Todas estão tentando sobreviver ao Apocalipse Zumbi que assolou a terra.

 
Me disseram que este livro era uma distopia, então a primeira coisa que quero falar nessa resenha é que Red Hill não é uma distopia, e sim uma fantasia! Amo a escrita da Jamie McGuire e comprei esse livro com o intuito de saber se ela é tão boa em escrever esse gênero literário quanto é em escrever New Adults.

Eu não sabia quanto tempo conseguiríamos sobreviver, mas tinha certeza de que não morreria no primeiro dia da droga do Apocalipse zumbi.

No geral posso dizer que a história é muito boa. Os personagens construídos pela a autora têm diferentes características que contribuem à sua maneira para o enredo. Scarlet, ao nunca perder a esperança de reencontrar suas filhas, nos ensina a importância da perseverança. Nathan, nos mostra o cuidado e atenção paterna. Miranda, a ousadia e coragem da juventude. Conforme esses personagens vão encontrando, ao longo de seu caminho até o rancho Red Hill, outras pessoas conseguimos ver a necessidade de prestatividade em momentos de dificuldades, o melhor e o pior do ser humano em situações como estas.

Como sempre a escrita de Jamie foi deliciosa de ler, contudo, sua escolha de narrativa não foi muito feliz na minha humilde opinião. A história é narrada pelos três personagens principais, mas ficou repetitiva e um pouco cansativa. Conhecemos alguns momentos pelo ponto de vista dos três, então, a história parece não avançar, já que revisitamos as mesmas cenas. Não via a hora dos personagens finalmente chegarem em Red Hill e se encontrarem, para saber o que realmente iria acontecer na história.

Se o último ano havia me ensinado algo, era que o fim só levava a uma coisa: um novo começo.

O final foi um pouco estranho para mim, quem eu achava que iria ficar vivo não ficou e quem eu achava que iria morrer não morreu hahahaha. Isso, na verdade, foi uma boa coisa, já que me surpreendeu, mas esperava um pouquinho mais do desfecho. Como já disse, no geral o livro é bom, mas ainda prefiro a Jamie McGuire que escreve New Adults.


2 comentários:

  1. Olá, tudo bem? Que bacana o livro, parece ser uma ótima estória! Que bom que te surpreendeu o final, é ótimo quando isso acontece...

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Oi Lili,
    Um prazer conhecer o blog, já comecei a seguir, afinal, sua dica já me chamou a atenção. Eu gostei muito de Red Hill por dar um final aos zumbis. Algo que geralmente, não acontece com frequência (The Walking Dead é um grande exemplo que zumbis são infinitos, rs), mas também acho a Jamie melhor em romances.
    Voltarei mais vezes!
    Beijos
    http://estante-da-ale.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer