[Resenha] Apenas um Ano - Gayle Forman



Título: Apenas um Ano
Autor(a): Gayle Forman
Páginas: 348
Editora: Conceito


Em Apenas um Dia, os momentos de paixão entre Allyson e Willem foram interrompidos de maneira abrupta, lançando a jovem em um abismo de questionamentos e dor. Agora a história é contada pela voz de Willem. Sem saber exatamente o que o atraiu na garota de olhos grandes e jeito comportado, o rapaz inicia uma busca obsessiva por pistas que levem até a sua Lulu mesmo sem saber sequer o seu nome verdadeiro.
Enquanto tenta compreender o mistério que os separou, Willem se esforça para costurar relacionamentos desgastados e procura respostas para o futuro. Mais do que uma aventura de verão, o encontro em Paris significou para ele o início da vida adulta. Da mesma autora dos best-sellers Se Eu Ficar e Para Onde Ela Foi,
Apenas um Ano reúne todos os ingredientes de um romance imperdível: viagens, saudade, encontros, desencontros e amor.
 
Apenas um Ano conta a história de Allyson (Lulu) e Willem, pelo ponto de vista dele. Willem é um mochileiro holandês que não se prende a lugar algum e a garota nenhuma. Após passar um dia especial com Lulu em Paris e perdê-la na manhã seguinte, o garoto percebe que o encontro mexeu com seus sentimentos, mais do que ele esperava. Tendo como informação apenas um relógio, um apelido e uma promessa de Natal no México, o mochileiro vai dedicar o ano seguinte na busca pela garota que balançou seu coração.

O livro é continuação de Apenas um Dia e, finalmente, nos permite entender o que aconteceu naquela manhã em Paris. Eu esperava mais de Willem no livro. Durante toda a história ele demonstra interesse e vontade em encontrar a Lulu, mas nada muito intenso e efetivo, o que me deixou um pouco decepcionada. Seus amigos pareciam mais empenhados em procurar a garota do que ele. Até entendi os motivos disso, primeiro porque em sua volta à Holanda ele precisa lidar com vários fantasmas do passado, segundo porque é o tipo de cara que não se prende a garota nenhuma, deixando-as mais cedo ou mais tarde e terceiro que tinha poucas informações sobre a garota. 
 

A decepção diminuiu conforme fui percebendo que para encontrar a Allysson antes era necessário que Willem encontrasse a si mesmo. Quando sua busca por Lulu se intensifica vemos que muito da sua relutância em encontrá-la é por não entender seus medos, por fugir das situações desafiadoras, coisa que tem feito nos últimos dois anos. 
 
Um ponto importante da narrativa é a relação do aventureiro com sua mãe, Yael, personagem que em alguns momentos conquistou um pouco da minha antipatia e em outros minha compreensão. Ambos parecem falar línguas diferentes, o que se intensifica depois da perda vivenciada pela família. Assim como aconteceu com a Lulu em Apenas um Dia, a busca pela garota acarretou em Willem uma descoberta sobre si mesmo, em um amadurecimento pessoal. 
 

Li Apenas um Dia em 2015, então demorei um pouco para pegar o ritmo da história, já que Apenas um Ano não reconta tudo o que aconteceu com os dois e eu não lembrava muito bem dos detalhes. O que eu logo relembrei foi o quanto a escrita da Gayle Forman é leve e gostosa, sempre que eu leio um livro dela termino querendo ler tudo o que ela escreve. Achei esse livro tão bom quanto o anterior, e como já tinha recebido spoilers sobre o final, não fiquei decepcionada como muita gente ficou.





Beijos da Lili 💋

Um comentário:

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer