[Resenha] Sempre foi Você - Ana Lemos




  Título: Sempre Foi Você
Série: Amores Traçados #1
Autor(a): Ana Lemos
Páginas: 264
Editora: Novo Século
 
Quando a brasileira Lucy Somel passou a morar em Nova York ela tinha apenas uma meta: concluir a faculdade de Direito e trabalhar ao lado de sua grande amiga, Anna. O amor parece não caber em seu projeto de vida, considerando os poucos, breves e decepcionantes relacionamentos.
No entanto, esta linda e inteligente mulher será surpreendida por uma forcinha do destino ao conhecer seu orientador para o trabalho de conclusão do curso. Marco Salvatore é uma lenda dos Tribunais, talento que lhe garantiu a fama de ser um dos melhores advogados da cidade, porém, relacionamentos amorosos também não estão em seus planos.
O desejo entre os dois é imediato, mas será o suficiente para fazer Marco mudar de ideia e iniciar um relacionamento duradouro? Ou fazer Lucy acreditar que pode viver um grande amor? 

Lucy está no último ano de Direito e precisa fazer seu estágio e trabalho de conclusão de curso. Esperando encontrar um “tio” como orientador, a brasileira se surpreende ao entrar no escritório de seu orientador e se deparar com lindo e jovem advogado. A atração entre os dois é instantânea. É, esse ano de orientação não vai ser nada fácil.
 
"Como dizia minha mãe, não é que eu tivesse pavio curto. Eu simplesmente não tinha pavio e, assim, não precisava muito para a minha fúria me dominar por inteira".
 
Logo no início do livro percebemos que teremos uma protagonista forte, de sangue quente e pavio curto. Gosto muito destas personagens decididas - que não têm como característica uma inocência que chega a ser meio boba - a autora conseguiu explorar bem essas características de Lucy em seus jogos de sedução. Já Marco Salvatore foi construído com base em Henry “Gibson” Cavill, a comparação entre os dois é feita várias vezes na narrativa. Advogado renomado, sangue italiano e muito charme resumem o dr. Bonitão, que não quer saber de compromisso sério.

O livro começa bom. Porém, depois de um tempo a história sai do trilho. O motivo? Tudo acontece muito rápido, dando a impressão de que está faltando algo. Antes da metade do livro Lucy já estava confessando a si mesma que estava apaixonada por seu orientador. Quando eu já tinha aceitado esse ritmo da narrativa, as coisas começam a melhorar, fiquei nessa montanha-russa o livro todo. 
 


O foco da história não está na relação proibida dos dois, pelo menos foi o que me pareceu, já que o relacionamento não é escondido sob sete chaves. Lucy compartilha com suas/seu amigas/amigo tudo o que acontece entre ela e Marco e o advogado parece não se importar com isso. No início Marco fica um pouco indeciso sobre como conduzir seus sentimentos pela brasileira, afinal ela é sua pupila, mas logo isso passa e ele se entrega, aparecendo pouco na narrativa sua preocupação tanto com sua carreira quanto com a dela. 
 
 
Tenho um pouco de dificuldade com histórias sobre professor/orientador e aluna, até hoje não li nenhuma pela qual me apaixonei e já li algumas bem conhecidas (O Inferno de Gabriel, A Verdade sobre Nós, O Professor). O livro, infelizmente não funcionou comigo, o que me deixou triste, porque, com o início promissor, eu criei bastante expectativa. Não entendi qual foi a “moral” de Sempre Foi Você, já que o ritmo da narrativa acabou deixando a história um pouco superficial. Vi gente que gostou bastante do livro, então, acho que li errado, hahahaha sugiro que você leia e tire suas próprias conclusões. 
 
Beijos da Lili 💋

Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer