[Resenha] Novembro 9 - Colleen Hoover

Título: Novembro 9
Autor(a): Colleen Hoover
Páginas: 352
Editora: Galera Record

Fallon conhece Ben, um aspirante a escritor, bem no dia da sua mudança de Los Angeles para Nova York. A química instantânea entre os dois faz com que passem o dia inteiro juntos – a vida atribulada de Fallon se torna uma grande inspiração para o romance que Ben pretende escrever. A mudança de Fallon é inevitável, mas eles prometem se encontrar todo ano, sempre no mesmo dia. Até que Fallon começa a suspeitar que o conto de fadas do qual faz parte pode ser uma fabricação de Ben em nome do enredo perfeito. Será que o relacionamento de Ben com Fallon, e o livro que nasce dele, pode ser considerado uma história de amor mesmo se terminar em corações partidos?

Fallon está arrasada. Dia 9 de novembro é sempre um dia difícil para ela e o fato de seu pai ser um idiota não está ajudando em nada. Incomodado com a forma como o homem humilha sua filha, Ben decide interferir tentando apoiá-la e protege-la. O que era uma brincadeira logo torna-se algo importante para os dois, que combinam de se encontrar todos os anos no dia 9 de novembro.
 "Mas esse apartamento é confortável demais, e às vezes o conforto pode ser um suporte quando se trata de resolver sua vida".
 
Os livros da Colleen são sempre emocionantes, mas ela se superou nesse livro. A história de Fallon e Ben é tão tocante e emocionante, tem reviravoltas que me deixaram sem fôlego. Em um dado momento achei que a autora iria por um caminho clichê e de repente, BAM, a história toma outro rumo. Com esse dois foi possível ver que as cicatrizes doem muito, mas que nem sempre as piores cicatrizes são físicas, visíveis; existem dores e sofrimentos do coração que nos marcam tanto quanto algo na pele e que também exigem um processo de cicatrização, cura e aceitação.
 
 Foto publicada originalmente em @lilinomundodoslivros
 
A autora constrói a narrativa de forma que temos um vislumbre da vida dos dois uma vez por ano. Ver esses dois redescobrindo os sonhos, a confiança e a esperança foi lindo, ainda mais porque tudo isso foi construído com uma linguagem literária, já que Ben é escritor.  
 
"Preciso me obrigar a ter uma vida antes de ser engolida de vez pela vida que não vivo".
 
Não favoritei o livro, porque estranhei um pouco essa escolha da autora de contar apenas o que acontece com o personagem no dia que eles se encontram, isso fez com que eu não me apegasse tanto a Fallon e Ben quanto me apeguei a outros personagens da Colleen. Contudo, eu amei Novembro 9, como sempre CoHo arrasou, a história é linda, destruidora e motivadora. Realmente uma lição de vida.
 
Beijos da Lili💋

2 comentários:

  1. Oi, Lili. Estou receosa de ler esse livro porque ele tem a mesma temática que Um Dia, e acabou despedaçando meu coração. Fiquei bem arrasada e não queria que acontecesse o mesmo, mas a CoHo é mestre do drama então não sei bem o que esperar dessa obra. Espero gostar dela.
    Beijo! Leitora Encantada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Miriã, vou te dizer: eu detestei Um Dia com todas as minhas forças, mas amei Novembro 9. Até você falar nem tinha passado pela minha cabeça uma comparação entre as histórias, porque enquanto eu lia não me lembrou Um Dia em nada. Espero que aconteça o mesmo com você.

      Beijos

      Excluir

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer