[Resenha] O Aprendiz - Conjurador#1 - Taran Matharu


Título: O Aprendiz - Conjurador
Autor(a): Taran Matharu
Páginas:350
Editora: Galera


Em O aprendiz, primeiro volume da série Conjurador, Fletcher é um órfão de 15 anos e, para sua surpresa, conseguiu invocar um demônio do quinto nível. O problema é que apenas os nobres deveriam ser capazes de conjurar criaturas e usá-las na guerra contra os orcs. Mas plebeus como Fletcher também podem ser conjuradores, e o garoto consegue uma vaga na Academia Vocans, uma escola de magos que prepara seus alunos para os campos de batalha. Lá, ele irá enfrentar o bullying dos nobres, mas também aprenderá feitiços e fará amigos incomuns, como anões e elfos. Além de se provar digno de uma boa patente na guerra, Fletcher e seu grupo de segregados precisam se unir e vencer o preconceito que sofrem na desigual sociedade de Hominum.


No final do ano passado, na Black Friday eu estava a procura de alguns livros, na época estava lendo muita fantasia, assim que vi a capa de "o aprendiz" me apaixonei! Nem li a sinopse e já comprei o livro, nesse mês separei alguns livros urgentes para ler dentre eles escolhi conhecer melhor a história de Fletcher e foi a melhor escolha que fiz, o melhor livro que li esse ano! 


Em O Aprendiz  Fletcher é um jovem de 15 anos que foi abandonado pelos pais ainda bebê na cidade de Pelego e, quando ninguém mais o quis Berdon, o ferreiro da cidade o adotou, tornando o rapaz aprendiz na sua profissão.
A vida de Fletcher não é fácil, ele é constantemente alvo de humilhações por parte de Didric, filho do homem mais rico e influente da cidade.
Em certo momento da trama, Fletcher conhece um oficial já idoso, ele está com vários artefatos de guerra que pretende vender na feira da cidade, dentre as armas, adagas a venda, há um livro/diário de um conjurador morto em batalha e para ganhar um bom dinheiro ele conta uma boa e improvável história por trás desse livro, ninguém acredita ou se interessa pelo livro sendo assim, Fletcher acaba o ganhando e sua curiosidade o leva, sem saber como, a invocar um demônio da espécie Salamandra. Logo depois ele se envolve em mais uma briga com Didric que faz com que ele deixe Pelego imediatamente. 

A injustiça era comum em Pelego, e o rapaz aceitara havia muito que, num mundo de privilegiados e desfavorecidos, ele certamente fazia parte da segunda categoria.

Chegando a Corcillum alguns acontecimentos o leva a Arcturo um conjurador que assim que o vê e descobre que ele é um órfão que conseguiu sozinho invocar um raro demônio resolve então, tornar seu patrocinador o levando a Vocans, uma escola onde ele terá a oportunidade de aprender sobre os conjuradores e também sobre sua origem até então, desconhecida. 
Fletcher é um rapaz que te conquista logo na primeira página, o que mais gostei nele foi que antes mesmo de conhecer uma pessoa ele já queria ter amizade com ela, mesmo sofrendo na infância, ele é esperançoso e em todos os momentos que alguns "nobres almofadinhas" o insultava antes mesmo de conhecê-lo seu pensamento era, - acho que não conseguirei fazer amizade com esses. 

“O maior inimigo de um guerreiro pode ser também seu maior professor"

Me surpreendi muito com o autor, mesmo ele tendo várias referencias e talvez pegar a ideia de outras obras, ele deu uma cara totalmente nova aos Orcs, feitiços e aos diabretes. O desfecho quase me matou e me fez desejar imensamente a continuação da série, ainda bem que foi lançado recentemente, não precisarei esperar muito hahaha.
Não tinha ideia que o autor fez muito sucesso no Wattpad, me tornei fã instantaneamente.
A capa do livro é linda, só não gostei muito das páginas brancas, mas é uma preferência minha.  


Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer