[Resenha] Sobreviventes do Caos - Bianca Gulim



Título: Sobreviventes do Caos
Série:  2323 #1
Autor(a): Bianca Gulim
Editora: Livro Digital

Em um mundo distópico, no ano 2323, após ser quase dizimada por um vírus mortal e pela guerra, a raça humana tenta se reestruturar. Com poucos recursos disponíveis, a humanidade encontra-se dividida em grupos que vivem de acordo com regras impostas por seus líderes.
Celine cresceu nesse ambiente hostil e se tornou líder dos guerreiros de seu povo após a morte de seus pais. Seu grupo se envolve em diversos conflitos e a jovem precisa tomar as decisões que julga corretas para garantir a sobrevivência de seu povo, enquanto se envolve num forte romance, do qual tenta se manter afastada.
Aos poucos, ela descobre mais sobre as pessoas que a cercam e percebe que, quando se trata de lutar pela própria vida, poucos são previsíveis. Só os mais fortes sobrevivem, e os mais fortes normalmente são os mais cruéis. Nesse ambiente, o mais difícil é saber quem realmente está ao seu lado e quem é um traidor.
Será Celine capaz de manter sua benevolência frente à tanta violência que a rodeia? Seu coração terá espaço para a paixão, cercado de tanto ódio?

 
Um vírus mortal assolou a população no ano de 2222, em 2323 os poucos sobreviventes já se adaptaram à nova realidade. O mundo foi dividido em diferentes povos, nos quais líderes lutam para proteger seu povo, seja por meio da guerra ou de alianças. Quando Julio sai sozinho em uma missão de paz com a fortaleza, sua irmã Celine assume a liderança de seu povo em seu lugar. O que eles não contavam é que Jafar, líder dos aligortes, aproveitaria a oportunidade para trair a aliança existente entre eles. Celine agora precisa tomar as rédeas da situação, para o seu próprio bem e o do seu grupo. Nessa guerra que se aproxima, vai ser difícil identificar que é amigo e quem é traidor.

Depois de tanto tempo, finalmente achei uma distopia hot. Sim, me julguem, mas eu sempre quis encontrar um livro que juntasse essas duas características em uma história só e agora eu encontrei. Apesar de achar que a cena máxima do casal poderia ter acontecido em um momento e em um lugar mais coerente, achei que a autora conseguiu juntar os dois elementos de forma muito boa. Então, nada da inocência boba aqui.


Crédito da foto: @lilinomundodoslivros

 
Tendo dito isso, vamos falar da história. Sobreviventes do Caos é o primeiro livro da série e posso dizer que é muito promissor. No início, Celine é impulsiva, uma daquelas pessoas que faz primeiro e pensa depois, e a narrativa parece seguir essa pressa da personagem. Porém, com o desenrolar da história, vemos a princesa desacelerar e assumir uma postura estrategista. A partir daí, Celine foi uma mescla de estratégia e agitação que combinou muito com ela, com sua posição recém-assumida de liderança, e com todo o mundo construído pela autora.

A escrita da Bianca é bem gostosa de ler, fazendo com que a leitura flua rapidamente. O intrincado da trama me deixou bem curiosa, e passei boa parte do livro querendo saber se determinado personagem era ou não um traidor. Quando isso foi resolvido, outro possível suspeito se levantava e lá ia eu de novo tentar descobrir o que estava acontecendo. Esse vai e vem de suspeitas me prendeu e despertou meu lado Sherlock Holmes (ora, ora temos um Xeroque Rolmes aqui), e fiquei na expectativa para entender o que estava acontecendo.


"... Mas, minha vida é isso mesmo, uma mistura de dor e alegria. Longos períodos de dor, interrompido por breves momentos de alegria".

A autora desenvolveu um enredo que tem tudo para dar certo, marcado por uma mistura de diferentes povos lutando por poder, uma jovem tendo que lidar com os desafios da vida e do coração. As pontas soltas que ficaram nesse primeiro livro me deixaram bem ansiosa pela continuação, já que o final me deixou chocada, não era o que eu imaginava MESMO. Gostei bastante do livro e estou curiosa para ver como a Bianca vai explicar o que aconteceu e como o povo da Celine sobreviverá às muitas enrascadas que vem pela frente.



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Meninas na Literatura | Layout por A Design e Ilustração por MK Designer